Objetivos do blog

Uma grande oportunidade, de mostrar meus trabalhos e de outros artistas.
Pintando e escrevendo, minhas emoções, sonhos, dores, visões, paixões, o meu mundo de dentro de minha alma, de dentro para fora, sem regras.
Qualquer que seja a forma de expressão escolhida, criar é penetrar no nosso próprio interior, trazendo à tona tudo que de melhor possuímos, o que, em contato com o mundo externo, é capaz de comover e emocionar o outro.

Criar é sair de dentro da própria casca e voar em direção ao infinito.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

“A costura em cores de Yara Delafiori”



Yara Delafiori,nasceu em São Paulo/SP e reside atualmente na cidade de Chavantes/SP.É formada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas.Professora de Arte da rede municipal em sua cidade.Varios trabalhos voluntários, ministrando aulas de pintura, em asilo e na própria escola.

Seu primeiro contato com as artes,aconteceu em sua adolescencia.Foi descobrindo este dom aos poucos, quando viu várias pinturas em outra casa de uma conhecida e sua mãe perguntou se ela queria fazer aulas de pintura em tela.

Sua experiência começou no ano de 1989 mas somente em 1996 e que começou a criar suas obras.
Mas durante sua infância e pré-adolescência não teve boas experiências com a Arte. Tinha horror em mexer com tinta e ficava apavorada com folhas em branco de caderno de desenho. Um dia seu caderno de Arte pegou fogo em sala de aula. Um trabalho com velas, nem lembro-me de como terminou este dia.Relatou Yara.
Sempre apaixonada pelo movimento Impressionista.
A poética de ver nuances e impressões do mundo real, uma maneira emotiva e romântica de pintar. Os contrastes de luz e sombra, sempre destacando muito a luz! Uma luz brilhante e intensa. Pintor Pierre Auguste Renoir é o que mais me inspirou,disse Yara.
Um pintor simbolista, Gustav Klimt e todo o seu arsenal colorido e suas mulheres, o feminino nas suas obras e uma pintora norte-americana, Reisha Permulter, uma artista contemporânea que sigo no instagram. Seus contrastes de luzes e sombras, aliadas as suas pinceladas impressionistas me encantam e suas cores.
Yara, executa suas obras telas e tintas à óleo, mas também já utilizou diversos tipos de materiais e suportes e atualmente estudando Artes Digitais.
Para Yara, a arte é sinônimo de redenção, superação e transcendência.
Seus planos para o futuro-Continuar pintando e aprendendo cada vez mais, sobre a Arte.
Ter muitos amigos artistas e poder viver da minha Arte, fazendo muitas exposições, viagens, conhecendo pessoas e tendo sempre novos projetos.
Criar projetos com idéias de Arte e filantropia.
A Arte para mim vai muito além de expor, de mostrar talentos, ela é transcendental, tem que ser sublime e estar aliada do bem do próximo.

Participou e participa de exposições,suas mais recentes:

-SESI Ourinhos - Exposição individual. Tema: Colcha de Retalhos e o Universo Feminino. Janeiro de 2020-

37º Paralela 02/2020. OCA Parque Ibirapuera, São Paulo. Exposição Coletiva, por Anjos Art Gallery-Curadoria Maria dos Anjos Oliveira.

-“Janelas da Alma/Portas do Coração” – Exposição Coletiva Virtual 3D por Anjos Art Gallery. Julho de 2020

-“Arte é vida”, por Raphael Art Gallery Virtual. Setembro de 2020.

-“Carroussel Du Louvre” Paris, por Anjos Art Gallery, Outubro de2019.


"A costura em cores" 
A pintura de uma mulher coberta por uma colorida colcha de retalhos vai muito além de um belo retrato, ainda mais quando se trata de repetidas pinturas e com mulheres distintas, como realizou a artista Yara Delafiori em sua série intitulada "Colcha de Retalhos e o Universo Feminino".


A colcha de retalhos, com graciosidade e transparência, expressa outro aspecto relevante das obras, a saber, a poética na qual o espectador será envolvido: cada retalho do manto simboliza uma das experiências de cada uma das mulheres representadas. Experiências tais que ao serem remendadas conferem sentido e harmonia às histórias vividas.

Os pedaços da colcha de retalhos confundem-se com as emoções, que, por sua vez, fundem-se às cores: a própria colcha de retalhos, composta por inúmeras vivências, ou melhor, por pequenos planos sincrônicos cromáticos remendados, torna-se, portanto, uma belíssima composição! Mais precisamente, a reconsideração da própria história através da transmutação de infinitas emoções, que se encontram entre terríveis dores e maravilhosos júbilos, resulta em íntima ligação entre a arte e a vida!

A forte denúncia da condição da mulher aparece como pano de fundo, que, no entanto, já se encontra amorosamente transformada pelo olhar da artista sobre a existente, ao menos em potencial, força uterina inerente à todas as mulheres.

Em cada pintura, a artista expressa, em uma única cena, toda a história de uma mulher. E, em conjunto, os retratos contam a história de uma multidão de mulheres capazes de reconstruir artisticamente suas vidas.

Enfim, a artista Yara Delafiori contesta o sistema vigente sugerindo, através das histórias de mulheres, um sentido de feminilidade manifesta pela potência criadora e criativa atribuída ao "Universo Feminino".





Ana Mondini 
Crítica de Arte,Doutora em Filosofia, Artista Plástica. 
Redes Sociais-
Instagram: @anamondinigaleiravirtual
https://www.facebook.com/anamondini.galeriavirtual
Instagram: @anamondiniart
https://www.facebook.com/anamondiniart

 

 

 Edmundo Cavalcanti







quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Artistas Resilientes

 

Com o intuito de juntos superarmos este difícil momento, que toda a sociedade esta passando, a Anjos Art Gallery através de sua curadora Maria dos Anjos Oliveira e a Raphael Art Gallery / Edmundo R. A. Cavalcanti, reuniu 27 artistas resilientes e talentosos em uma Galeria Virtual em 3D, onde o visitante consegue visualizar todas as obras expostas, uma a uma, em seus mínimos detalhes, autor da obra, sua técnica e dimensões.

Para visitar esta linda exposição acesse o link:

https://artspaces.kunstmatrix.com/en/exhibition/3857144/resili%C3%AAncia








































segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Yulieth Perez-Artista plástica cubana.

 

   Entrevista com a artista plástica Yulieth Perez 


Yulieth Perez

  

   1. Hablé un poco sobre usted

Yo soy  nacida en un pueblo de campo llamado Tabor, de ahí mi nombre artistico LA TABOREÑA, perteneciente a la zona central del país. Actualmente llevo 20 Años viviendo en La Habana, capital de CUBA. Soy graduada en educación primaria de primer ciclo, aunque de momento no ejerzo.



       

2. ¿Por qué el arte

Sencillamente el arte es una parte muy importante de mi vida. Desde que tengo     uso de razón realizaba dibujos, e incluso manualidades. Pero en aquellos años era muy difícil acceder a la Academia viviendo en el campo.


3. ¿Cuál es tu primer recuerdo de querer ser artista?

Cuando tenía 5 años, recuerdo que los trabajos de dibujo que orientaba nuestra profesora en la enseñanza pre-escolar, yo hacía el mío y el de muchos de mis compañeros que me pedían ayuda. 



 4. ¿Cuáles son tus temas favoritos y qué materiales utilizas en tus obras?

Soy amante del surrealismo, es un tema que me apasionó siempre, incluso el surrealismo siempre estuvo presente en mis dibujos desde la infancia, aún cuando yo no tenía ni idea de su significado. Realmente me gusta experimentar con diversos materiales para trabajar mis obras. Uso óleo, pintura acrílica, grafito, acuarela, en fin todos los que me den la posibilidad de crear.



     5. ¿Cómo trabaja y aborda la temática de sus obras?

Mis obras están basadas en su mayoría en la figura femenina, intento resaltar el papel protagónico de la mujer en la sociedad, así como su ser más interior.



     6. ¿Algún artista te inspira?

Soy amante de la obra de Salvador Dalí.

Al igual que de la obra de mi profesor y artista cubano Maisel López Valdez.

 



    7. ¿Cuáles son las mejores respuestas que ha tenido a su       trabajo?

Básicamente llevo de forma oficial un año como artista plástica, aún así he participado en varias exposiciones tanto físicas como online.



8. Que es lo que mas te gusta de tu trabajo?

De mi trabajo me gusta todo, amo el poder crear más que reproducir, me emociona llevar al lienzo cada idea o pensamiento basado en una historia que por lo general tiene su raíz en la vida cotidiana. Es siempre transmitir un mensaje en cada cuadro.



    9. ¿Tienes alguna otra actividad además de artista?

    En estos momentos sólo me estoy dedicando al arte.



10. ¿Cuáles son tus principales exposiciones?

-Celebración de los 500 años de la Habana

-Salón autodidacta en la Galería Domingo Ravenet, donde obtuve premio.

-Muestra colectiva que formó parte de un artículo de prensa.

   -Selección para muestra por el aniversario de la la Galería de la villa      Panamericana.

-“Arte é vida” –Raphael Art Gallery Virtual –São Paulo/Brasil-     Curadoria Edmundo R.A.Cavalcanti

 En fin, muchos eventos que en poco tiempo han formado parte de mi carrera.




11. ¿Qué consejo le darías a otros artistas o futuros artistas?

Perseguir siempre sus sueños, no rendirse nunca aunque se presenten situaciones adversas. Es una experiencia de vida, que aún con formación autodidacta debido a que no tuve oportunidad de Academia, nunca perdí el impulso ni la fe.


12. ¿Dónde te ves dentro de 10 a 10 años?

Básicamente es un poco incierto, pero aspiro a ir perfeccionando mi trabajo y expanfirlo a todos los amantes del arte.

 

13. Planes para el futuro.

De momento seguir trabajando en proyectos para los cuales he sido seleccionada. Abordar positivamente mi próxima exposición personal en el mes de Enero 2021, así como otras 2 personales que tengo pendiente.


Facebook: https://www.facebook.com/yulieth.perez.374

Instagran: @yulieth5683


Edmundo Cavalcanti
Artista plástico-poeta-colunista de artes






 






         @cavalcanti.edmundo

       @raphael.artgalleryvirtual

 

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Exposição virtual Raphael Art Gallery- "Arte é vida"-Destaques

 A Raphael Art Gallery Virtual através de seu organizador e diretor Edmundo Cavalcanti realizou no mês de Setembro de 2020 a exposição virtual "Arte é vida".Uma exposição inteiramente gratuita.

Esta exposiçao teve como objetivo principal divulgar alguns artistas até então invisiveis no mundo das artes,porém com um extraordinário talento e na grande maioria sem recursos financeiros para participar de eventos virtuais ou presenciais.

A exposição contou com a participação de 197 artistas nacionais e internacionais,desde iniciantes até alguns já conhecidos e veteranos na arte.

Obras de pintura,desenho,fotografia,esculturas e outros segmentos puderam serem divulgadas e apreciadas neste evento.

Todas as obras poderão ser vistas no albúm de fotos no perfil de Edmundo Rafael de Araujo Cavalcanti no Facebook.

Com o intuito de divulgar a exposiçao,seus participante e suas obras o organizador solicitou aos participantes  a divulgação do albúm completo.

Solicitação esta atendida pela grande maioria dos artistas,que resultou em uma grande visualização de todos nacional e internacionalmente.

A Raphael Art Gallery Virtual, forneceu certificado de participação.

Minha gratidão a todos os participantes.

@rafhael.artgalleryvirtual







Obras mais visualizadas.